Beirut foi palco de uma das guerras civis contemporâneas mais longas da História (durou 25 anos, tendo terminado em 1991). Ainda hoje há edifícios em ruinas no meio de prédios luxuosos na marginal à beira-mar. Beirute é uma das cidades mais seguras da região, com um crescimento económico exponencial, ostentando o titulo de cidade mais liberal e ocidental do médio-oriente.


Beirut had one of the longest contemporary civil wars in History (lasted 25 years, ending in 1991). Even today, there are ruined buildings in the midst of luxurious buildings on the seafront promenade. Beirut is one of the safest cities in the region, with exponential economic growth, boasting the title of the most liberal and western city in the Middle East.

COMO CHEGAR/HOW TO GET THERE

Como em todas as viagens, faço comparação de preços dos voos no site skyscanner.com. Existe uma aplicação para o telemóvel. E depois faço a compra dos bilhetes diretamente no site da companhia aérea. Existem várias companhias que voam para o Líbano, tudo vai depender de onde vai partir o teu avião 🙂


As always, I compare flight prices on skyscanner.com. There’s an app for the mobile phone! Once I get the fares compared, I buy the tickets directly on the airline’s website. There are several companies that fly to Lebanon, everything will depend on where your plane will depart 🙂

QUANDO IR/WHEN TO GO

A alta temporada começa no início do mês de junho e estende-se até meados de setembro. No verão, a humidade é elevada e as temperaturas podem, facilmente, chegar aos 30 graus, não havendo grandes diferenças para a noite. O inverno é ameno, com temperaturas a rondar os 15 graus. O Líbano é um país que pode ser visitado durante todo o ano, em função do tipo de turismo que quiseres fazer.


The high season starts at the beginning of June and extends until the middle of September. On summer, the humidity is high and temperatures can easily reach 30 degrees, with no major differences at night. Winter is mild, with temperatures around 15 degrees. Lebanon is a country that can be visited all year round, depending on the type of tourism you want to do.

VISA
O Visa de um mês é gratuito e é obtido à chegada ao Líbano, no aeroporto. No entanto, é sempre melhor informares-te no site da embaixada do teu país no Líbano.


A one-month visa is free and is obtained on arrival at Lebanon, at the airport. However, it’s better to confirm all the information on the website of your country’s embassy in Lebanon.

IDIOMA/LANGUAGE
O árabe é a língua oficial mas o inglês e francês também são falados. Nos bairros mais modernos como Hamra ou Gemmayzeh não há qualquer tio de barreira linguística


Arabic is the official language but English and French are also spoken.

MOEDA/CURRENCY
A moeda oficial é a Libra Libanesa (LBP) mas o dólar também é aceite em todo o lado. Em muitos restaurantes, a conta é apresentada em dólar.


The official currency is the Lebanese Pound (LBP) but dollar is also accepted everywhere. In many restaurants, the bill is presented in dollars.

SEGURANÇA/SAFETY
É seguro visitar o Líbano! Claro que convém ter em conta que é um país que passou por vários conflitos e que se encontra perto de uma zona das zonas mais conflituosas do planeta. É sempre necessário andar com segurança e precaução.


It’s safe to visit Lebanon! Although it’s a country located near to a conflict area, I never felt insecure in Beirut. But of course, you always must walk with safety and precaution (And, this is valid for everywhere in the world).

LOCOMOÇÃO/GETTING AROUND

Se ficares apenas por Beirut, é possível conhecer a maior parte da cidade a pé. Nós alugamos carro por questões de liberdade, e para poder visitar Byblos (ver post aqui) – uma cidade costeira a norte de Beirut. No entanto, o trânsito é caótico e conduzir em Beirut pode transformar-se numa verdadeira aventura 🙂 Para além disso, quase todos os lugares de estacionamento são pagos.


If you’ll stay just in Beirut, you can get to know most of the city on foot. We rented a car to reach any point at any time we wanted and to be able to visit Byblos (see post here) – a little town at the north coast of Beirut. But be aware that the traffic is chaotic and driving in Beirut can turn into a real adventure 🙂 And almost all parking places are paid for.

ONDE FICAR/WHERE TO STAY

Há uma grande variedade de hotéis, para todo o tipo de bolsos. Eu fiquei hospedada no Le Bristol Hotel Beirut e recomendo a qualquer pessoa que visite a cidade. O staff super acolhedor, a comida ótima, a melhor cama de hotel em que já dormi e o quarto mais cool de sempre. Sem dúvida que voltarei a escolhê-lo para uma próxima visita a esta cidade. (lê mais sobre a minha estadia neste hotel aqui)


in Beirut there are a lot of hotels, for all kind of budgets. I stayed at Le Bristol Hotel Beirut and recommend it to anyone visiting the city. Super friendly staff, great food, the best hotel bed I’ve ever slept in at the coolest room ever. I will definitely choose it again for a next visit to this city. (read more about my stay at this hotel here)

O QUE FAZER

1.Viver o ambiente da Martyrs Square/Live the atmosphere of Martyrs Square

Esta praça ganhou este nome em homenagem aos libaneses independentistas executados pelos Otomanos durante a ocupação do território. Na segunda metade do século XX, quando o Líbano viveu o seu apogeu, a praça encheu-se de cafés e espaços culturais, tornando-se no espaço de reunião por excelência. Durante a Guerra Civil encontrava-se na linha que dividia as facções em conflito e sofreu danos severos. Só em 2005 se iniciou o a redinamização do espaço, com o renascimento da praça.


This square was named in honor of the Lebanese executed by the Ottomans during the occupation of the territory. In the second half of the twentieth century, when Lebanon lived its apogee, the square was filled with cafes and cultural spaces, becoming the meeting space par excellence. During the Civil War it was in the line that divided the factions in conflict and suffered severe damages. Only in 2005 began the re habilitation of the space, with the rebirth of the square.

2. Visitar a Mesquita Mohammed Al Amin/To visit the Mohammed Al Amine Mosque 

Esta mesquita, também conhecida por Mesquita Azul, localiza-se no centro histórico de Beirut. Foi  inaugurada em 2008 num local onde antes existia um mero local para rezar. Encontra-se próximo da Praça dos Mártires e é impressionante. Nos dias de hoje, é um dos maiores símbolos e exemplos de harmonia religiosa. Podemos encontra a Mesquita Mohammad Al-Amin ao lado da Catedral de Saint George construída no século XIX.


This mosque, also known as Blue Mosque, is located in the historical center of Beirut. It was inaugurated in 2008. It’s very close to the Martyrs’ Square and it’s stunning. Nowadays, it’s one of the greatest symbols and examples of religious harmony. We can find the Mohammad Al-Amin Mosque next to the Saint George’s Cathedral built in the 19th century.

3. Comer francês ao pequeno-almoço, libanês ao almoço e arménio ao jantar./Eat French for breakfast, Lebanese lunch and Armenian dinner.

4. Viver a vida cosmopolita/Living the cosmopolitan way of living

A capital libanesa é a capital mais ocidental do médio oriente. Cheia de bares, restaurantes, night clubs e galerias de arte, durante muito tempo foi chamada de Paris do Oriente. Foi fácil vivê-lo e perceber o porquê.


The Lebanese capital is the most western capital of the Middle East. Full of bars, restaurants, night clubs and art galleries, it was long called Paris of the East. It was easy to live it and realize why.

5. Relembrar a guerra/Remember the war

Há vários edifícios, no centro da cidade, que ficaram por reconstruir. Prédios com marcas de bombas ao lado de empreendimentos de luxo. O povo libanês quer que permaneçam assim. Para que as marcas da guerra nunca sejam esquecidas.


There are several buildings, in the center of the city, that have remained to be rebuilt. Buildings with pump marks next to luxury developments. The Lebanese people want them to stay that way. So that the marks of war will never be forgotten.

6. Caminhada pela Corniche/Walking through the Corniche
Caminha por esta marginal aproveitando as vistas do mediterrâneo. Este é o programa de final de dia de muitas famílias para assistir ao por do sol. Se preferes evitar multidões é melhor visitares pela manhã, altura em que vais encontrar apenas pescadores e amantes do jogging matinal.


Walking along this seafront catching f the views of the Mediterranean. This is the ending day program for many families at the sunset. If you prefer to avoid crowds it’s better to visit in the morning, when you will find only fishermen and lovers of morning jogging.

7. Assistir ao por do sol nas Pigeon Rocks/Watch the sunset at the Pigeon Rocks

8. Visitar os vários bairros que constituem a cidade.

Os mais famosos são os de Hamra, que é o bairro universitário (Beirut tem 27 universidades) com imensos restaurantes e cafés. O de Gemayze, um bairro mais boémio. Dowtonw Beirut, nocentro e Achrafieh que é o bairro francês.


Visit all the neighborhoods. The most famous are Hamra, which is the university district (Beirut has 27 universities) with lots of restaurants and cafes. Gemayze, a more bohemian neighborhood. Dowtonw Beirut, in the center and Achrafieh which is the French neighborhoods.

9. Passar um dia em Byblos/Spending a day in Byblos

Byblos é uma cidade piscatória super pitoresca que fica a cerca de 40km de Beirut, numa viagem de cerca de 1hora de carro. Vale muito a pena visitar. Foi um dos high lights desta viagem.


Byblos is a super picturesque fishing town, about 40km from Beirut and 1hour drive away. Well worth a visit. It was one of the high lights of this trip.

10. Visitar as ruínas de Baalbek/To visit the Baalbek ruins

Na cidade de Baalbek encontram-se algumas das ruínas romanas mais importantes, fora de Roma. Esta localidade fica a cerca de 2 horas de carro de Beirut. Ficou por conhecer, mas acho que vale a pena a visita, se tiveres oportunidade.


In the city of Baalbek you may find the most important Roman ruins, outside of Rome. This place is about 2 hours drive from Beirut. I didn’t get the chance to there, but I’m sure it’s worth the visit.

11. Comer/To eat 
Experimenta toda a comida libanesa que tiveres oportunidade! Sentar num restaurante à beira mar e comer um verdadeiro humus e salada ganoush em pão sírio é uma das coisas que mais sinto falta dos dias em Beirut. A comida libanesa é uma fusão da cozinha mediterrânea com a do médio oriente e com a cozinha francesa. O azeite é a base de qualquer prato. Tipicamente, todos os restaurantes servem mezza, que compreende uma série de amostras de pratos (como as tapas espanholas). Fico com água na boca, só de pensar 🙂


Try all the Lebanese food you get! Sitting at a seaside restaurant and eating a real hummus and ganoush salad on Syrian bread is one of the things I miss the most about the days in Beirut. Lebanese food is a fusion of Mediterranean cuisine with the Middle East and French cuisine. Olive oil is the base of any dish. Typically, all restaurants serve mezza, which is a good number of sample dishes (something like Spanish tapas). Oh, just to think about it… 🙂


SUNSET & BEACH CLUBS

Iris Club

Madame Bleu

Capitole

The Roof

Cherry on the Top

RESTAURANTES/RESTAURANTS

Babel bay restaurant

La Plage

Indigo on the Roof

Arabesque

Ferdinand

Podes ver mais do que foi vivido em Beirut nos destaques do Stories do meu Instagram (sarafarrais). Sente-te à vontade para enviar mail ou mensagem se tiveres alguma questão 🙂

You can see more in the highlights of my Instagram (sarafarrais). Feel free to send mail or message if you have any questions 🙂

 

 

 

Author Sara

More posts by Sara

Leave a Reply